Toda empresa está sujeita a ser assolada pelo fantasma da inadimplência. Essa visita indesejada é mais frequente em tempos de crise financeira, quando o poder de compra do consumidor diminui e pode ser difícil quitar as contas.

As inadimplências podem ser explicadas como a ausência do pagamento na data de vencimento acordada com o cliente. Tendo em vista a forte recessão econômica, se torna ainda mais urgente montar um plano de ação para cobrança de inadimplentes, já que o número de devedores cresce exponencialmente.

Quer aprender como fazer a gestão de inadimplência e se livrar desse inimigo das finanças? Damos as melhores dicas neste post. Acompanhe!

Por que fazer um plano de ação para cobrança de inadimplentes?

Os empreendedores sabem bem que as dívidas de clientes são prejudiciais para a organização, sendo capazes de até mesmo levar as finanças para o vermelho. Entendemos, portanto, porque os gestores investem tantos esforços para evitar os altos números de devedores.

Quando a inadimplência está enraizada em seu negócio, além de prejudicar o caixa da organização, pode ser um sinal de alta evasão de consumidores. Cuidado com essa debandada da sua carteira de clientes — esse movimento lembra o churn, métrica que indica se a empresa está perdendo receita ou clientes.

Sem um plano de ação para cobrança de inadimplentes, a empresa perde capital. Fique de olho nas razões dos gargalos no pagamento dos clientes. Isso permite implementar mudanças e, assim, trilhar um caminho mais seguro ao sucesso.

Como fazer a gestão de inadimplentes?

Controlar o pagamento dos consumidores não precisa ser um desafio. Invista nesse processo para evitar a evasão de clientes e manter as contas em dia.

Ofereça várias formas de pagamento

Pagar por um produto à vista pode trazer bons descontos. Mas nem sempre é possível ter o dinheiro para arcar com o pagamento no momento da compra. Por isso, é importante oferecer formas diferentes de pagamento. Contando com múltiplas opções, o gestor garante que o cliente escolherá o melhor método para quitar a compra, sem entrar em inadimplência.

Faça transações claras

Antes de fechar a compra, o consumidor deve receber todas as informações necessárias sobre os métodos de pagamento e prazos. Não abuse das “letras miúdas”: faça uma negociação transparente, para evitar que o cliente se confunda e não cumpra os pagamentos.

Realize as cobranças

Quer receber na data acordada? Então é essencial criar um processo de cobranças. Não pense que essa cobrança pode soar chata para o consumidor e evitar que ele volte a fazer negócio com sua marca — a linguagem faz toda a diferença.

O melhor é apostar em um tom amigável, enviando um SMS ou mensagem instantânea, com o objetivo de lembrar sobre a quitação do pagamento.

A inadimplência pode ser causada não pela desonestidade do comprador, mas pelo esquecimento. Emitir um lembrete é uma atitude simples, mas que otimiza o seu plano de ação.

Aplique tecnologia à gestão

Fazer o controle dos inadimplentes com processos antiquados torna a gestão improdutiva e muito mais custosa. Além do gasto financeiro para armazenar e consultar informações de cada consumidor, o tempo gasto com esse controle faz com que os colaboradores não possam se dedicar a atividades de cunho estratégico. Por esses motivos, a automatização pode ser a solução ideal para agilizar os processos e economizar na hora de gerir os inadimplentes. Vale a pena consultar uma empresa especializada!

Viu como criar um plano de ação para cobrança de inadimplentes pode ser benéfico para o seu negócio? Agora é só colocar as nossas dicas em prática.

E para continuar recebendo dicas valiosas para gerenciar seu negócio, curta nossas redes sociais! Estamos no Facebook e Twitter!