Com o desenvolvimento tecnológico, surgiram sistemas capazes de otimizar os processos e garantir o progresso de uma empresa. Muitos empreendedores, no entanto, têm dificuldades em analisar qual é o mais adequado conforme suas necessidades — por exemplo, o CRM e o ERP.

Muitas pessoas têm dúvidas sobre a diferença entre CRM e ERP por falta de informação. Porém, é imprescindível que as empresas entendam cada uma dessas funcionalidades para adotar aquela que melhor se adapte ao seu negócio.

Quem busca por essas ferramentas está interessado em conhecer softwares voltados para a gestão empresarial e ferramentas de gerenciamento. Para um melhor entendimento, preparamos este texto para que você compreenda definitivamente quais são essas diferenças. Vamos lá?

O que é CRM?

CRM é uma sigla do inglês que significa Customer Relationship Management (Gestão de Relacionamento com o Cliente). Ele é um sistema voltado para o setor empresarial que tem o objetivo de tutelar sua base de consumidores.

O CRM é vendido como um software e seu principal objetivo é proteger e resguardar os dados comerciais de um negócio. Além disso, ele busca identificar as melhores alternativas e planos de ação para ampliar as vendas empresariais, gerenciando metas e analisando seus vendedores.

Assim, sua missão é focar no cliente, registrando e armazenando todas as informações relacionadas às interações com o público consumidor. Ele fornece um método padronizado de coleta e partilha de dados, catalogando todo o relacionamento do cliente com a empresa.

Os gestores podem utilizar esse sistema para criar projeções de vendas, verificar endereços de entregas, gerar faturas e muito mais! Em suma, todas essas informações auxiliam o empreendimento a otimizar suas vendas e reter clientes.

O que é ERP?

Enterprise Resource Planning (ERP) é um programa direcionado para a gestão básica de uma empresa. A sua meta é garantir o controle fiscal, financeiro e contábil de um empreendimento.

Ele integra dados relacionados ao recebimento de receitas e ao pagamento de despesas, além de observar os custos de tributos de acordo com cada operação. Esse modelo de software é literalmente a base para a administração de uma empresa.

Esse programa permite que os gestores se concentrem nos dados, em vez de concentrarem-se nas operações, e fornece uma estratégia bastante eficiente para deixar os processos do negócio mais simples. Caso surja algum problema em algum setor do empreendimento, o programa cria alertas em outros departamentos para que eles possam planejar e evitar qualquer contratempo.

Qual a diferença entre CRM e ERP?

Esses sistemas têm muitos elementos em comum no quesito de eficiência. Porém, eles utilizam abordagens bem diferentes quando se fala em aumentar o lucro de um empreendimento. O ERP tem foco na diminuição da sobrecarga de informações e de valores e torna os processos de negócios bem mais eficazes.

Já o CRM é voltado para o aumento de lucro por meio da captação de dados sobre os consumidores e a produção de uma maior quantidade de vendas.

Determinar qual desses sistemas é o mais importante não é uma tarefa fácil, pois ambos apresentam suas devidas contribuições para as empresas. O CRM busca impulsionar o negócio, otimizando as vendas e alavancando os lucros. O ERP guia o empreendimento eficientemente e orienta o gestor sobre qualquer obstáculo que possa prejudicar o seu negócio.

No entanto, o ERP apresenta excelentes vantagens, como:

  • auxílio na implantação de boas práticas no negócio;

  • coleta de dados de modo automatizado;

  • otimização dos controles operacionais;

  • facilitação das tomadas de decisões e muito mais.

Portanto, é fundamental que o empreendedor busque ferramentas tecnológicas que possam auxiliar o crescimento de sua empresa. O cotidiano empresarial não é simples e quanto mais instrumentos estiverem disponíveis, melhor será a atuação do seu negócio no competitivo mercado.

E aí, gostou do nosso post sobre a diferença entre CRM e ERP? Então, que tal conhecer 6 vantagens de um ERP para a sua empresa crescer? Vamos lá!