Os softwares de gestão trazem muitos benefícios para uma empresa. O processo de implantação de um ERP é de grande importância para que os gestores possam usufruir de todas as vantagens dessa tecnologia. Porém, na hora de escolher o melhor software, é preciso saber qual será capaz de atender as necessidades do seu negócio.

A implantação de ERP, quando não é bem planejada, pode gerar falhas que comprometem os processos e até mesmo causar grande perda de dados. Assim, é necessário levar em consideração diversos aspectos na escolha do sistema, preparar corretamente a sua equipe e garantir que a solução tecnológica atenda as demandas da sua empresa.

A implantação de um ERP começa pela contratação de um. Para isso, alguns processos precisam ser levados em consideração:

  • Mapear os processos: assim, é possível entender o funcionamento do negócio e o que o ERP deve ter para atender suas necessidades;
  • Conhecer seu fornecedor: implantar um ERP envolve toda a empresa. Para que esse processo funcione bem, é necessário conhecer bem o fornecedor do software. Assim, a transição será mais tranquila;
  • Validar as funcionalidades: após identificar processos, escolher o software e conhecer o fornecedor, é preciso validar as funcionalidades junto aos colaboradores e treiná-los para operar o ERP;
  • Colocar em atividade: é o momento em que o software está instalado, processos cadastrados e funcionários treinados. Agora, é acompanhar os resultados e melhorar as estratégias empresariais. 

Além de seguir esses passos, é preciso estar ciente dos problemas mais comuns que podem surgir na implantação de ERP. Para isso, vamos te explicar tudo nos próximos parágrafos. Continue lendo!

Avaliar mal as necessidades da empresa

É comum ver empresários descobrindo determinado software e achar que será uma grande ferramenta para a sua empresa. Porém, nem todo aparato tecnológico pode ser uma solução eficiente para todos os tipos de negócio. Afinal, para que seja eficiente, é preciso levar em consideração as necessidades específicas de cada empresa.

Para escolher o software ideal deve-se conhecer bem o seu negócio, saber suas deficiências e quais aspectos precisam ser melhorados. Assim, saberá qual a tecnologia que deve ser contratada para otimizar suas ações.

Escolher o fornecedor errado para implantação de ERP

Nem sempre os serviços que contratamos são tão bons assim, não é mesmo? Isso infelizmente também acontece no mercado de sistemas de gestão. Por isso, é preciso ter cuidado na hora de escolher o seu fornecedor.

Faça um teste do ERP, assegure que ele atende as necessidades da sua empresa, verifique cases de sucesso do sistema, pesquise opiniões de usuários e tenha certeza de que o prestador de serviço oferece uma boa assistência técnica.

Esquecer de treinar usuários-chave em cada setor

É comum ver empresas implantando ERP sem treinar colaboradores suficientes para operar com eficiência o sistema. Assim, é provável que não aproveitem o software ao máximo. Isso pode prejudicar a análise de dados e prejudicar o desempenho do negócio.

A implantação de um sistema de gestão demanda algumas etapas. Com a integração de informações de todos os departamentos da empresa, o engajamento de usuários-chave é fundamental para que processos essenciais sejam cobertos e, assim, assegurar o pleno funcionamento da rede da companhia.

Testar de forma inadequada

Quando o assunto é tecnologia, promover testes é essencial para garantir o bom funcionamento de todo sistema. Por se tratar de uma ferramenta nova, é comum que as pessoas encontrem dificuldades na hora de operar o programa, o que aumenta as chances de falhas graves no processo.

Realizar testes é uma forma de se precaver de possíveis erros e assegurar que todos os usuários estão conseguindo dominar a ferramenta.

Como você viu, um software de gestão traz inúmeros benefícios para uma empresa, mas fazer a implantação de ERP errada pode acabar prejudicando o seu trabalho e comprometendo seus processos. Por isso, o melhor é contar com a ajuda de profissionais é essencial para trazer mais tecnologia para a sua empresa.

Gostou deste artigo? Então, compartilhe este conteúdo com seus contatos nas redes sociais!