Uma boa gestão deve levar em consideração o cálculo do estoque de segurança, o que deve ser aplicado em todos os tipos de empresas, como varejistas, indústrias e, até mesmo, e-commerces. Isso significa cumprir prazos de entrega, aumentar a confiança do consumidor e manter o fluxo de receitas.

Bom, para você não ficar perdido e sem entender precisamente o que é o estoque de segurança, continue a leitura e compreenda mais sobre esse assunto. Vamos lá!

O que é o estoque de segurança?

Estamos falando sobre o estoque que possibilita ao empreendedor conhecer a quantidade mínima de mercadorias que deve ser armazenada para que itens não venham a faltar ou sobrar.

Como o próprio nome indica, ele serve para a empresa conhecer quais produtos estão disponíveis e estabelecer estratégias que impeçam a falta ou o excesso desses itens.

Além disso, ele possibilita que o empreendedor se planeje para ter uma quantidade extra de determinada mercadoria em estoque para que nunca falte.

Como fazer um estoque de segurança?

O maior desafio de empreendedores ao fazer uma boa gestão de estoque é, justamente, conhecer quais fatores e variáveis devem ser considerados na hora de estabelecer o cálculo com maior exatidão.

Para ajudar você nesse processo, levantamos um breve passo a passo para tornar esse processo mais fácil. Acompanhe.

Faça a previsão da demanda

O primeiro passo para saber as necessidades do estoque de segurança é ter em mãos todos os dados sobre o histórico de vendas. A partir dessas informações, é possível fazer previsões e conhecer o comportamento do seu cliente a cada período.

Mesmo que esses dados não sejam precisos ou indiquem uma realidade aproximada, eles servirão como ponto de apoio para calcular o estoque de segurança, que, no caso, é um excedente do quantitativo ideal.

Calcule o lead time

Em segundo lugar, conheça seu lead time, ou seja, o tempo exato entre o recebimento de um pedido e a entrega dele ao cliente.

O erro de muitos gestores é considerar que é preciso manter altos níveis de estoque para atender a demanda. Porém, na verdade, ele reduzirá o tempo que o cliente espera em relação à empresa, e não o lead time.

Isso significa que é preciso conhecer todo o tempo gasto pelo sistema produtivo para transformar matérias-primas em produtos acabados até chegar ao cliente.

Assim, é possível reduzir o tempo total de espera por meio de eliminação e possíveis desperdícios.

Qual a importância de um estoque de segurança?

Uma boa gestão de estoque implica realizar um planejamento adequado que comporte abastecê-lo com a quantidade adequada de produtos em períodos certos.

Isso significa que é preciso controlar tanto o que sai periodicamente do estoque, por meio de ferramentas que tornem o processo mais eficiente e ágil, preferencialmente sem a necessidade de medi-lo fisicamente. Daí surge a importância da automação por meio do uso de um sistema de gestão.

Com uma boa gestão de estoque, é possível:

  • cumprir prazos de entrega sem comprometer a qualidade do serviço e/ou dos produtos;
  • promover a satisfação dos clientes;
  • evitar gastos com contratação extra de funcionários o com o pagamento de taxas mais altas no caso de entregas realizadas de última hora;
  • reduzir custos de armazenagem;
  • evitar o acúmulo de produtos sazonais ou perecíveis;
  • direcionar recursos em áreas estratégicas da empresa, etc.

Para atender as demandas com qualidade e garantir a satisfação do cliente, é essencial contar com um estoque de segurança. Isso, além de economizar espaço físico da empresa, garante o controle eficaz dos itens e pedidos, possibilitando ações estratégicas.

E aí, o que achou do nosso conteúdo? Para saber mais, complemente sua leitura com esse nosso outro material: “Descubra como calcular o giro de estoque de forma eficiente”. Boa leitura!